Uniformes

Os uniformes atuais dos principais Exércitos do mundo, as padronagens de camuflagem mais utilizadas e os uniformes usados pelas tropas envolvidas na Segunda Guerra Mundial:

English version

Embora vários Exércitos tenham começado a usar uniformes de cores sólidas neutras no século 19 como resultado da natureza mutante da guerra, apenas a Primeira Guerra Mundial tornou necessário o uso de camuflagem em grande escala. O reconhecimento aéreo tornou necessário ocultar instalações e equipamentos e, devido aos novos sistemas de armas (fuzis de longo alcance, metralhadoras), foi fundamental “esconder” também os soldados. Os franceses aprenderam rapidamente e começaram a empregar artistas e cenógrafos de teatro para desenvolver técnicas para ocultar tudo, de veículos a edifícios. Como resultado, surgiram trabalhos de pintura e o primeiro uso de redes camufladas. Vários cientistas e artistas são considerados figuras-chave na história da camuflagem e também devem ser citados, como os zoólogos britânicos Hugh Cott e Sir Edward Poulton, que pesquisaram a camuflagem na natureza; o pintor americano Abbott Thayer que introduziu conceitos de contra-sombreamento e coloração disruptiva; e Roland Penrose, um pintor britânico que foi muito influente na Segunda Guerra. O período entre guerras introduziu a produção de estampas de camuflagem em tecido, primeiro o italiano “M1929 Telo Mimetico” e depois o alemão “Buntfarbenmuster 31”, também conhecido como “Splittertarn”. Mas somente durante a Segunda Guerra, a impressão industrial de tecido de camuflagem e a fabricação de uniformes em grande escala se tornaram um padrão. No início, apenas para tropas de elite, como paraquedistas, e depois para o restante dos ramos militares. Este período também lançou as bases de muitos padrões de camuflagem utilizadas pelos mais diversos Exércitos nos dias de hoje. Grupos de padrões de camuflagem:

Brushstroke
Choco Chip
DPM
Digital
Duke Hunter
Flecktarn
Leaf
Puzzle
Rain
Splitter
Tigerstripe

Brushstroke - um dos "avôs" da camuflagem. Usado pela primeira vez pela Grã-Bretanha, ele rapidamente influenciou outros países como Bélgica e França (o padrão Lizard, usado inclusive pelo Exército Brasileiro e Fuzileiros Navais) a fazer suas próprias versões desse padrão nas décadas de 1950 e 1960. Você ainda o encontrará em uso em países como o Paquistão ou o Zimbábue; Chocolate Chip - oficialmente chamado de “deserto em seis cores”, tornou-se amplamente conhecido por causa da Guerra do Golfo em 1990, assim como a versão mais sutil “deserto em três cores”. Tornou-se tão popular que ainda é usado por vários países do Oriente Médio em diferentes variações; DPM - o “Disruptive Pattern Material” britânico. Assim como M81 Woodland, ele se tornou um dos padrões de camuflagem mais usados, em uma variedade de cópias e esquemas de cores; Digital Patterns - digital não é necessariamente camuflagem pixelada, um grande equívoco, pois na verdade os padrões digitais são aqueles baseados em computador e algoritmos. Já existiam padrões pixelizados muito antes de o Canadá começar a utilizá-los em seus uniformes no final dos anos 90. O US Marine Corps seguiu este exemplo e criou o MARPAT em 2001. Mas enquanto o CADPAT ou o MARPAT podem ser projetados digitalmente, o mesmo acontece com o Vegetato, o Multicam etc; Duck Hunter - um dos padrões menos conhecidos na Europa, tem suas origens na camuflagem americana M1942 da Segunda Guerra. Usado principalmente no teatro de operações do Pacífico, seus descendentes podem ser encontrados na Ásia, mas também na América do Sul. O "Auscam" australiano também é considerado um “parente”; Flecktarn - o resultado da Bundeswehr Truppenversuch 76, não é apenas uma marca registrada da Alemanha, mas também levou a vários projetos semelhantes na Bélgica, China, Dinamarca e Polônia; Leaf - em 1948, o Laboratório de Pesquisa do Exército americano criou o chamado padrão ERDL, que não só é sinônimo da Guerra do Vietnã, mas também influenciou vários outros padrões. Uma versão 60% ampliada tornou-se M81 Woodland e outros países a usam de uma forma ou de outra; Puzzle - estes são bastante únicos, especialmente se considerarmos que vários surgiram independentemente no século XX. Começando pela Bélgica, mas também pelas Filipinas e pela ex-Iugoslávia; Rain - o elemento de design de “chuva” foi inicialmente inerente aos padrões alemães da 2ª Guerra Mundial, imitando grama. Mais tarde, os países do Pacto de Varsóvia usaram as linhas verticais em cores sólidas, criando ruído visual e sendo muito eficazes contra dispositivos de visão noturna; Splitter - mesmo que o padrão Splittertarn esteja intimamente associado à Segunda Guerra, ele ainda está amplamente em uso. Embora a Suíça o tenha usado até 1955, também foi a camuflagem inicial do Bundeswehr e do Bundesgrenzschutz alemães. O M90 sueco é a variante mais moderna hoje; e Tigerstripe - um “primo” do Brushstroke, foi inspirado no design Lizard francês, tornando-se rapidamente algo próprio, podendo ser encontrado em vários ambientes de selva.





Padrões de Camuflagem dos Uniformes


US Army / US Navy / USAF
Operacional Camo Pattern
US Army
Universal Camo Pattern
Brasil
variante do "Lizard"
China
"Woodland" digital

 

Austrália
"Auscam", em 5 tons
Rússia
"Digital Flora"
França
"Central European"
Grã-Bretanha
"Tropical"

 

Itália
"Vegetata" digital
Alemanha
"Flecktarn"
US Marine Corps
MARPAT
Coréia do Sul
"Woodland"

 

África do Sul
"S-2000" camo pattern
Egito
"Desert" camo, em 4 tons
Canadá
CADPAT digital
Suécia
M1990 camouflage

 

Índia
variante do "Woodland"
Japão
variante do"Flecktarn"
Paquistão
"Brushstroke"
Fuzileiros Navais - Brasil
variante do "Lizard"

 

Turquia
variante do "Woodland"
Grã-Bretanha
"M91 desert", em 2 tons
Polônia
"Wz93 Pantera"
Bélgica
"Puzzle"

 

Dinamarca
"Pletsloring"
Malásia
variante do "Woodland"
Noruega
variante do US BDU
Grécia
variante do "Lizard"

Notas:
> DPM = Disruptive Pattern Material
> CADPAT = Canadian Pattern
> MARPAT = US Marine Pattern
> ERDL = US Engineer Research and Development Laboratories
> BDU = Battle Dress Uniform
> UCP = Universal Camouflage Pattern (atual padrão US Army)
> OCP = Operacional Camouflage Pattern (novo padrão US Army / US Navy / USAF)
> Flecktarn = camuflagem de "manchas", em alemão
> Pletsloring = camuflagem de "manchas", em dinamarquês
> Wz = Wzor, modelo ou padrão, em polonês


 

Uniformes da Segunda Guerra Mundial



US Army
Exército Alemão (Blitzkrieg)

 

 

Exército Russo
  Exército Britânico

 

 

Exército Italiano
Exército Japonês

 

 

US Marine Corps  
Exército Francês

 

 

Exército Alemão (Frente Oriental)   
 Exército Canadense

 

 

US Army (Mediterrâneo)
  Exército Chinês

 

 

Exército Alemão (Afrika Korps)   
 US Army (Pacífico)      

 

Exército Alemão (tropas de montanha) 
 US Army (paraquedistas)

 

 

Exército Alemão (Frente Ocidental) 
 US Army (Europa)

 

 

Waffen SS 
Paraquedistas alemães

 

 

Tropas de Elite alemães
Exército Italiano (África)  

 


www.militarypower.com.br
A sua revista de assuntos militares na internet
eXTReMe Tracker