Destroier DDG classe Arleigh Burke - EUA


Os destroieres DDG classe Arleigh Burke foram os primeiros navios da US Navy a incorporar avançadas técnicas de redução da assinatura radar, sendo considerado pela Marinha como os seus melhores navios de combate de superfície. A composição da frota americana está mudando rapidamente com a entrada em serviço destas modernas belonaves. Originalmente desenhados para prover defesa contra mísseis de cruzeiro e submarinos nucleares da ex-União Soviética, agora estão sendo empregados em áreas de conflito, para combate anti-aéreo, anti-submarino e anti-superfície. Deslocando 9.000 ton. e com uma tripulação de quase 350 homens, sua velocidade máxima pode exceder os 30 nós, com alcance de 4.400 milhas naúticas (a 20 nós), impulsionadas por quatro turbinas a gás GE LM-2500 com potência unitária de 25.000 hp. O navio inteiro é construído em aço com algumas áreas reforçadas com kevlar, possui convés de popa com hangar para até dois helicópteros SH-60 B/F Sea Hawk e proteção NBC para a tripulação. Todos os destroieres dessa classe estão equipados com o moderno sistema de combate AEGIS, que integra os sensores do navio com os sistemas de armas, para a defesa contra mísseis anti-superfície. O AEGIS é composto de quatro subsistemas: radar multi-função AN/SPY-1D(V), Sistema de apoio ao Comando e Decisão (CDS), Aegis Display System (ADS) e Sistema de Controle de Armas (WCS).


Passe o mouse sobre o navio para visualizar detalhes do
canhão Phalanx 1B Mk15 (cilindro branco à frente da cabine)


Os navios estão armados com 56 mísseis de cruzeiro Tomahawk, mísseis superfície-ar Standard SM-2MR Block 4, mísseis superfície-superfície Harpoon, mísseis Seasparrow e torpedos Mk 46 e Mk 50. Possuem um canhão United Defense Mk45 de 127 mm, e dois canhões Raytheon Phalanx 1B CIWS Mk15, de 20 mm com seis canos giratórios, para defesa aproximada. Estes canhões, equipados com um imageador térmico Thales HDTI5-2F e radar, podem disparar a uma cadência de 4.500 tiros por minuto. As contramedidas eletrônicas estão a cargo do sistema AN/SLQ-32(V)3 para alerta radar e jamming, lançadores de chaffs e flares, e despistador de torpedos AN/SLQ-25A Nixie. Considerado como o mais moderno sistema de guerra anti-submarino da atualidade a suíte Lockheed Martin SQQ-89(V)6, inclui o sonar ativo de busca e ataque AN/SQS-53C e o sonar passivo AN/SQR-19B. O primeiro destroier comissionado, em 1991, foi o DDG-51 Arleigh Burke que deu o nome a esta classe de navios. A US Navy possui 47 unidades desta magnífica arma de guerra, sendo 21 do primeiro lote, 7 do segundo e 19 do terceiro, com algumas ainda em construção, variando um pouco as especificações e equipamentos dos navios de cada lote devido à evolução tecnológica e aos requisitos operacionais.



Origem
Estados Unidos
Tripulação
346 homens
Dimensões
comprimento: 154 m / boca: 20 m / calado: 6 m
Deslocamento
9.000 toneladas
Alcance
4.400 milhas náuticas
Propulsão
4 turbinas a gás GE LM-2500, com potência unitária de 25.000 hp
Armamentos
56 mísseis Tomahawk, mísseis Standard SM-2MR, mísseis Harpoon, mísseis Seasparrow, torpedos, um canhão de 127 mm e dois canhões giratórios de 20mm Phalanx B1 Mk15.



                                 www.militarypower.com.br                                   eXTReMe Tracker
                       A sua revista de assuntos militares na internet