Carro de combate Ariete - Itália


O carro de combate Ariete foi desenvolvido pela tradicional empresa italiana Iveco Fiat, sendo que a torre e os sistemas de armas foram desenhados pela Oto Melara. O armamento principal é o canhão de 120 mm, com capa térmica, sistema de extração de fumaça e estabilizado em dois eixos por sistemas hidráulicos, que está apto a disparar todos os tipos de munição, incluindo a HEAT (alto explosivo anti-tanque) e a APFSDS (dardo perfurante de blindagens), com 42 projéteis sendo estocados dentro do tanque. O Ariete pode engajar alvos estacionários ou em movimento, de dia ou à noite, estando ele próprio também parado ou em deslocamento. O armamento secundário é composto de duas metralhadoras de calibre 7.62 mm, com uma coaxial ao canhão e a outra montada na torre e operada pelo comandante do blindado. Para auto-proteção dispõe de disparadores elétricos de granadas fumígenas, dispostos de cada lado da parte superior da estrutura; de um receptor de alerta de iluminação laser, produzido pela BAE Systems Itália, com cobertura de 360°; blindagem adicional em todo o arco frontal do veículo; e sistema de proteção contra ameaças nuclear, biológica e química (NBC), fabricado pela Sekur SpA. O sistema de controle de combate do Ariete é o TURMS FCS, da Galileo Avionica, e inclui um periscópio panorâmico estabilizado, de uso dia/noite, que disponibiliza as imagens em um monitor para o comandante; um visor termal estabilizado e um telêmetro laser para o atirador; e um computador digital de controle de disparo. Este armazena informações dos sensores meteorológico e de velocidade do vento, juntamente com a atitude do tanque, condição do canhão, tipo de munição disponível e dados do alvo a ser eliminado, para calcular os algoritimos de controle de fogo e posicionar o canhão, os sistemas de visão e o telêmetro laser de forma a efetuar um disparo o mais preciso possível. O motorista da viatura, posicionado à direita da parte frontal, possui três periscópios de apoio, sendo que um deles com capacidade de visão noturna passiva, facilitando a condução em deslocamentos em total escuridão. O Ariete é impulsionado por um motor turbo Iveco V-12 MTCA, de 12 cilindros, a diesel, com potência de 1.300 hp. O sistema de transmissão automática da alemã ZF, tem quatro marchas a frente e duas à ré. Pode subir rampas com gradiente de até 60° e atravessar rios com profundidade de até 4 m (com preparação) ou 1,25 m (sem preparação). Atualmente em serviço com o Exército italiano, teve a primeira unidade entregue em 1995 e o último dos 200 tanques encomendados foi anexado em 2002. O Ariete teve seu batismo de fogo no Iraque em 2004.


Para visualizar o tanque Ariete por dentro passe o mouse na imagem acima.



Origem
Itália
Tripulação
4 homens
Dimensões
comprimento: 9,6 m / largura: 3,6 m / altura: 2,9 m
Peso
54 toneladas
Velocidade máxima
65 km/h
Motor / potência
Iveco Fiat V-12 MTCA / 1.300 hp
Autonomia
550 km
Armamento
01 canhão Oto Melara de 120 mm e 02 metralhadoras de 7.62 mm

 

                                   www.militarypower.com.br                                   eXTReMe Tracker
                       A sua revista de assuntos militares na internet