Unidades Spetsnaz - Rússia


Parte das forças especiais do GRU (inteligência militar russa), a Spetsnaz também é conhecida como tropa de dissuasão. Suas tarefas incluem ataques a bases nucleares e a centros de comando inimigos, ataques gerais a alvos civis e militares como fontes de energia e centros de telecomunicações. Calcula-se que em tempo de guerra os russos teriam uma companhia Spetsnaz independente por Corpo de Exército (cerca de 40), uma brigada por front, uma brigada por esquadra e uma unidade de inteligência.

Seu efetivo gira em torno 30.000 homens, estando entre os maiores grupos de forças especiais do mundo, servindo tanto ao Exército quanto à Marinha. Uma companhia Spetsnaz conta com nove oficiais, onze suboficiais e 95 soldados. As brigadas possuem grupos de mini-submarinos, batalhões de mergulhadores de combate, um batalhão de paraquedistas e uma companhia anti-VIP treinada para descobrir, identificar e eliminar líderes políticos e militares do inimigo.

Todos seus membros são voluntários e uma vez selecionados são submetidos a um curso intensivo e os que tiverem melhor desempenho passam por um treinamento mais rigoroso para se tornarem sargentos. Os recrutas devem ter condicionamento físico perfeito, a nível de atletas olímpicos, para poderem suportar o treino intenso, exigindo um esforço máximo para reproduzir situações reais. Uma vez por ano todas as unidades Spetsnaz se reúnem para um exercício conjunto.

O armamento utilizado é composto de fuzil AKS-74, de 5.45 mm, uma pistola PRI com silenciador, faca de combate e seis granadas de mão. Cada unidade porta um lançador SA-7, minas, explosivos e lançador de granadas de iluminação. Para aqueles comandos que estejam infiltrados em países hostis antes de deflagrado um conflito, esses equipamentos devem ser contrabandeados para agentes locais e ficar prontos para uso assim que necessário. Para preservar o sigilo, as unidades Spetsnaz não têm uniforme ou emblema específicos e dentro da Rússia utilizam o mesmo uniforme de combate das tropas de assalto aéreo e das forças aerotransportadas.

Uma ação típica envolve o lançamento de tropas táticas de paraquedas, de 500 a 1000 km dentro do território inimigo, em uma operação maciça e coordenada, sendo alvos prioritários bases de mísseis de longo alcance, lançadores móveis de mísseis, aeroportos e bases aéreas. Tropas com tarefas estratégicas podem entrar em países-alvo disfarçadas com trajes civis, sendo que as unidades navais devem se infiltrar em território inimigo utilizando submarinos.


                                   www.militarypower.com.br                                   eXTReMe Tracker
                       A sua revista de assuntos militares na internet