.Tropas de Elite


Naval Diving Unit (NDU) - Singapura

Mergulhadores de combate da Naval Diving Unit de Singapura A Unidade de Mergulho Naval (Naval Diving Unit - NDU) é uma unidade de forças especiais da Marinha da República de Singapura e é regularmente encarregada de operações de salvamento, demolição de minas submarinas e guerra do tipo comandos. Tem suas origens vinculada a uma diretriz do governo britânico (que administrava a então colônia) de retirar suas forças a leste do Canal de Suez em 1971. Antes disso, uma unidade chamada Far East Fleet Clearance Diving Team estava operando nas antigas instalações do Terror Camp onde agora fica a NDU. Esta unidade basicamente apoiou a forte presença naval britânica em Singapura. Quando a Royal Navy partiu em 12 de dezembro de 1971, a Equipe de Mergulho do Far East Fleet foi substituída pelo Centro de Mergulho das Forças Armadas de Singapura, que consistia em um pequeno grupo de mergulhadores locais encarregados de cuidar dos ativos navais pertencentes ao então Comando Marítimo. Em 1975, o Centro de Mergulho tornou-se oficialmente conhecido como a Unidade de Mergulho Naval. Inicialmente, a principal tarefa da NDU era realizar tarefas subaquáticas simples, como verificações de cascos para a frota. Como a única com capacidade de mergulho público disponível no país, seus mergulhadores foram e ainda são chamados a realizar tarefas civis. A NDU de hoje teve suas origens em meados da década de 1980, quando se percebeu que o descarte de material explosivo submarino (EOD) e a manutenção dos canais de Singapura eram vitais. A frota da Royal Singapore Navy (RSN) também cresceu significativamente e agora são necessários mais mergulhadores para apoiar os navios em portos e em desdobramentos no exterior. Embora a NDU dos anos 90 seja quase totalmente irreconhecível de seus humildes primórdios, vestígios de sua história ainda podem ser encontrados, como a câmara hiperbárica britânica para até 10 homens, agora em serviço no Centro Médico e Hiperbárico Naval. Na NDU, tanto os homens que prestam o Serviço Militar em tempo integral quanto os militares regulares devem passar pelo mesmo treinamento antes de serem qualificados para se tornarem mergulhadores de combate. O recrutamento começa com uma avaliação vocacional, segundo a qual os voluntários são selecionados entre os milhares que se inscrevem a cada ano. Durante o estágio primário da seleção, os resultados da aptidão física e os registros médicos são avaliados. Depois disso, outro teste é conduzido pelo Departamento de Ciências Comportamentais Aplicadas para avaliar o recruta. A visão perfeita é uma exigência, o que explica a ausência de pessoas que usam óculos na NDU e condições de saúde excepcionais, sem sofrer de doenças crônicas que possam comprometer seu treinamento, como a asma. Os poucos selecionados serão submetidos a uma bateria de testes que incluem a confiança dentro da água em uma câmara submersa (analisando suas reações sob pressão em ambiente confinado) e avaliação psicológica. Aqueles que atenderem a todos esses requisitos rigorosos serão selecionados para ingressar na unidade. Está assim organizada: Escola de Mergulhadores (Frogman School) - é onde os alunos passam por treinamento altamente especializado, necessário para se tornarem mergulhadores de elite. Aqui, eles passam por nove meses de treinamento exaustivo, incluindo Treinamento Militar Básico, Treinamento de Combate à Terra e o Curso de Mergulho de Combate.

Equipe de abordagem da Naval Diving Unit de Singapura Avançando nos diferentes estágios, um número crescente de alunos se retira, já que eles são incapazes de acompanhar as intensas demandas físicas e mentais exigidas deles. Os formandos estão cada vez mais privados de sono à medida que o treinamento continua e inúmeras provas são estabelecidas, as quais os treinandos são obrigados a passar. As provas incluem corrida programada, natação no mar, teste de proficiência física individual, entre outras. Este treinamento culmina na evolução final, com a Team Building Week (TBW), mais comumente conhecida como Hell Week ("Semana no Inferno"). É uma fase de treinamento físico intensivo e consistente de cinco dias em que a privação de sono e o assédio mental ininterrupto são comuns. Somente os estagiários mais motivados e dedicados, que exibem um excelente trabalho em equipe e espírito de corpo, podem passar neste teste. No final do treinamento de 9 meses, até 50% do grupo inicial terá saído do curso. Depois disso, eles são enviados para o Grupo de Demolição Subaquática (Underwater Demolition Group - UDG) ou para o Grupo de Esclarecimento Subaquático (Clearance Diving Group - CDG); Grupo de Demolição Subaquática - é o local para onde a maior parte dos treinados é enviada e mais treinamentos acontecem aqui. Então mergulhadores são enviados ao exterior para treinamento adicional e aprimoramento de habilidades. O UDG garante que nada atrapalhe a missão da Marinha, combinando seu domínio do mergulho de combate com a perícia em demolição submarina para eliminar quaisquer obstáculos abaixo da linha da água; Grupo de Esclarecimento Subaquático - sua missão primordial é ajudar a preservar a segurança das vias marítimas vitais de Singapura. Como parte da unidade de Destruição de Materiais Explosivos Navais, o CDG trabalha em estreita colaboração com as plataformas de contramedidas de minagem para conduzir verificações de casco, bem como limpar minas e relíquias de guerra. Seus homens também compõem as Equipes de Segurança do Mar, abordando e revistando navios que transportam material altamente sensível através das águas de Singapura; Grupo de Guerra Especial (Special Warfare Group - SWG) - formado basicamente por guerreiros marítimos de elite, é uma unidade regular criada como contrapartida à Força de Operações Especiais do Comando do Exército, iniciada em 1987 sob a designação de "A-Team", com experiência na condução de operações altamente complexas e capacitada a operar em terra, no ar e no mar. Equipados com armamento de última geração e altamente treinado, o SWG age como um multiplicador de forças para a Marinha. Seus membros regularmente treinam com várias unidades estrangeiras e também podem participar do Curso Básico de Demolição Submarina / SEAL (BUD/S) da Marinha dos Estados Unidos. Além dos equipamentos comuns a todas as unidades de mergulhadores de combate, como lanchas rápidas, botes infláveis e sistema de mergulho de circuito fechado, os membros da NDU contam com fuzis HK-416, SCAR-L e Colt M-4 todos com calibre 5.56mm, submetralhadoras HK MP-5K calibre 9mm, pistolas semi-automáticas SIG P226, Glock17 e FN Five-Seven, fuzis sniper Accuracy International AX50 calibre 7.62mm e fuzil SAR-21 com calibre 5.56mm desenvolvido localmente.




www.militarypower.com.br
A sua revista de assuntos militares na internet
eXTReMe Tracker