Fragatas MEKO A-200 - Alemanha


As fragatas MEKO A são a nova geração de uma família de navios de guerra, projetada pela empresa alemã Blohm and Voss na década de 80, servindo em diversas Marinhas ao redor do mundo entre elas Argentina, Portugal, Turquia, Grécia, Austrália e Alemanha. As novas fragatas, com deslocamento de 3.800 ton., possuem desenho "stealth", avançados sistemas de propulsão e combate, maior capacidade bélica e construção modular, que permite sua configuração de acordo com as requisições dos operadores. Para garantir suas características "stealth", reduzindo a assinatura radar, sua estrutura tem painéis alternadamente angulados, chamados "X-form", que evitam longas superfícies planas. Ângulos retos são evitados, fazendo com que o deck e a superestrutura tenham inclinações variadas. Uma redução de 75% na assinatura infravermelha foi alcançada com a eliminação da chaminé e os gases da exaustão são expelidos através de dutos horizontais, rentes à superfície, resfriados previamente com água do mar. Seus sistemas de mísseis podem incluir dois lançadores quádruplos do MBDA MM-40 Exocet (anti-navio), além de dezesseis lançadores verticais de mísseis para defesa anti-aérea. O canhão padrão é o OtoBreda de 76 mm, para médio alcance, possuindo um OtoBreda/Mauser de 30 mm para curto alcance.

Entre os radares oferecidos estão o APAR e SMART-L, ambos da holandesa Signaal, o SPY-1F da Lockheed Martin ou o TRS-3D/16 ES da EADS Deutschland. Sendo uma fragata para múltiplo emprego, a MEKO A é igualmente eficaz em missões anti-submarino, podendo ser equipada com sonares de casco, como o MDS 3060, ou rebocados. Sua propulsão é baseada no sistema conhecido como CODAG-WARP (Combined Diesel and Gas - Water Jet and Refined Propeller). Dois motores diesel MTU 16V 1163 TB 93, com 7.900 hp de potência unitária, uma turbina a gás General Eletric LM 2500, de 26.000 hp, atuam em conjunto com um propulsor de jato d'água, possibilitando-lhe atingir uma velocidade máxima de até 29 nós. Os custos de operação ao longo de sua vida útil podem ser reduzidos em até 20%, o deslocamento chega a ser 25% menos do que navios de desempenho semelhante e por seu elevado grau de automação o número de tripulantes poder ser drasticamente reduzido. Pode operar com um helicóptero do porte do Super Lynx ou do S-70B Seahawk. A África do Sul adquiriu quatro unidades que entrarão em serviço em 2004 e a Alemanha está iniciando a construção de cinco unidades da classe K130, baseadas na MEKO A.



Tripulação
130 homens
Dimensões
comprimento: 121 m / boca: 16 m / calado: 4,4 m
Velocidade
29 nós
Alcance
4.000 mn
Deslocamento
3.800 ton.
Propulsão
01 turbina a gás GE LM 2500, com 26.000 hp, e 02 motores diesel MTU 16V 1163 TB93, com 7.900 hp cada um.
Armamento
Mísseis MM-40 Exocet, mísseis superfície-ar, um canhão OtoBreda de 76 mm e um helicóptero.



                                 www.militarypower.com.br                                   eXTReMe Tracker
                       A sua revista de assuntos militares na internet