Carro de combate K1A1 - Coréia do Sul

A história do desenvolvimento do carro de combate sul-coreano K1A1 começa ainda nos anos 70, quando o governo percebeu a necessidade de o país contar com um MBT (Main Battle Tank) moderno para substituir os antigos M-47 e M-48 americanos. Diversos projetos internacionais foram considerados e avaliados, com a condição de que o desenho vencedor permitisse a sua fabricação sob licença pela indústria coreana. O desenho escolhido era baseado no XM1, o protótipo do M1 Abrams, da americana General Dynamics. Em 1985 iniciava-se a produção em série do carro de combate K1, que obviamente trazia muitas similaridades com o M1 Abrams, dos quais mais de 1.000 unidades foram fabricadas. Portanto o K1A1 é uma evolução do projeto do K1, com diversas melhorias. O canhão original foi substituído pelo modelo KM256 de 120 mm (uma versão do L44 da alemã Rheinmetall), com o dobro de poder de penetração. Adicionalmente, seu sistema de controle de tiro, visores termais, designadores a laser, a torre e o canhão giroestabilizados, e a sua blindagem foram substituídos por sistemas mais avançados, dando ao K1A1 maiores capacidades de sobrevivência e letalidade no campo de batalha. A blindagem do tipo Chobham (uma combinação de diversos materiais compostos dispostos em camadas) é chamada de "Korean Special Armour Plate - KSAP". Pesando cerca de 53 toneladas, com comprimento de 9,70 m e com 3,60 m de largura, o K1A1 é operado por 4 tripulantes (comandante, atirador, municiador e motorista), e conta com um motor diesel MTU 871 Ka-501 com potência de 1.200 hp, o que permite que atinja uma velocidade de até 65 km/h em estradas pavimentadas e 40 km/h em terreno acidentado. O K1A1 pode facilmente ser distinguido do seu "irmão mais velho" K1 pelo formato do cano do canhão que é um pouco mais estreito e tem uma luva termal no meio, pela localização da metralhadora coaxial que fica em uma posição mais alta e pelas formas angulares de sua torre. Algumas variantes foram produzidas: K1A2, uma modernização do K1A1 desenvolvida entre 2008 e 2010, introduzindo tubos flutuadores para auxiliar na travessia de cursos de água, sistema de identificação "amigo" ou "inimigo" (IFF), GPS, sistema de navegação inercial (INS), comunicações digitais sem fio, telas de LCD e um sistema de proteção ativa para defesa contra mísseis e foguetes; o K1 ARV, veículo de socorro com um guindaste, lâmina niveladora e guincho; o K1 AVLB, veículo lança-pontes com um sistema de pontes tipo "tesoura" montado sobre o chassis; e o K1 CEV, veículo de engenharia com um arado de desminagem montado na frente do carro, um braço escavador do lado direito e um sistema de marcação de pista. No total foram produzidos 484 carros de combate K1A1 para o Exército e para o Corpo de Fuzileiros Navais da Coréia do Sul.

Origem
  
Coréia do Sul
Dimensões
Compr: 9,7 m; largura: 3,6 m; altura: 2,3 m
Canhão
120 mm
Peso
53 toneladas
Velocidade
65 km/h
Autonomia
500 km
Motorização
01 motor MTU 871 Ka-501 de 1.200 hp

 


             ......,,,,,,,,,,,....www.militarypower.com.br                                   eXTReMe Tracker
                       A sua revista de assuntos militares na internet